sábado, 26 de maio de 2012

Uma Outra Pescaria..

João 21:2- Estavam juntos Simão Pedro; Tomé, chamado Dídimo; Natanael, de Caná da Galiléia; os filhos de Zebedeu; e dois outros discípulos.
"Vou pescar", disse-lhes Simão Pedro


Pedro, mesmo após duas aparições de Jesus ressurreto, parecia estar perdido, parecia sem direção, sem saber o que fazer, o mestre havia aparecido, mostrando-se ressuscitado, mas ainda não havia direcionado Seus discípulos a pregação do evangelho. O grande chamado da grande comissão ainda não havia sido revelado pelo mestre.  O propósito de seu chamado e o caminhar de três anos com Jesus, as experiências de libertação, ressurreição de mortos, curas, pregação da palavra, estavam sendo ofuscados por uma neblina. Neblina trazida por uma brisa de  sentimento de culpa por negar o mestre. O que fazer?  senão voltar à sua antiga atividade – Pescar!
Pedro decidiu olhar para trás.  Fazer o que fazia antes do seu grande encontro com Jesus. Olhou as circunstâncias, não soube aquietar-se e esperar o cumprimento das promessas do Senhor ao longo de três anos.
 Como nos dias de hoje, esquecemos de nossas experiências com Deus e deixamos que a desolação dos sentimentos de culpa, culpa que Jesus já perdoou, mas nós não, Esquecemos das promessas que um dia Ele fez e no nosso deserto pessoal decidimos voltar atrás. Voltar de onde viemos, de onde saímos, para o que fazíamos. Desistimos do nosso chamado e queremos voltar ao Egito que nos escravizava. Enfim, voltar ao deserto muito mais deserto por parecer mais real do que o Deus de toda criação.
Assim como Pedro, queremos nos consolar com a pescaria errada, enquanto Ele nos chama a pescaria que nos traz alegria. Queremos ocupar nossas mentes com as coisas que não edificam, Enquanto Ele nos exorta a pensar nas coisas que são do alto. Queremos  preencher o vazio com sonhos errados, Enquanto Ele diz que estas coisas passarão. Queremos nos livrar de nossas culpas com o sacrifício errado, enquanto Jesus é o sacrifício perfeito que leva ao perdão. Ficamos ansiosos, enquanto Ele diz para não estarmos ansiosos por coisa alguma, pois aos d’Ele, Ele dá enquanto dormem.  Queremos olhar para trás, Jesus é simples e nos convida a mergulhar em Seus rios e aprender em Sua simplicidade. A esperar e  n’Ele confiar. 
Não olhe para trás. Não esqueça de suas experiências com o Senhor, Nada, mas Nada é mais forte do que Sua presença e Salvação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário